CEDM

O método CEDM



Conceitos básicos para o sucesso terapêutico do CEDM


Nós, do CEDM, acreditamos que um plano terapêutico eficiente e sustentável é consequência de uma investigação minuciosa da morfologia e dos padrões de movimentos executados nas tarefas do cotidiano. Sabemos que cada corpo é único quanto a sua história, estrutura, formas, compensações, entre outros.

Por isso, quando um profissional do CEDM está diante de um indivíduo que apresenta dores crônicas, investiga sua história funcional e morfológica para possibilitar um tratamento/treinamento que consiga respeitar as características individuais, isto é, seu "Perfil Biomecânico Funcional (PBF). Não acreditamos ser sustentável tratar um indivíduo com dor crônica considerando apenas o local da dor e a dor propriamente dita, porque muitas vezes a causa da dor não está no mesmo local em que ela é relatada pelo paciente. Por isso, avaliar o PBF é essencial, para que as causas da dor possam ser plenamente compreendidas e o tratamento conduzido na direção adequada, ou seja, na(s) causa(s) real(is) do(s) problema(s).

O método CEDM é fundamentado nestes conceitos básicos e está presente em todo o modelo terapêutico implementado em suas clínicas. Os profissionais do CEDM fazem uso de inúmeras técnicas de avaliação e tratamento destinadas ás articulações, músculos, fáscias, etc., realizando adaptações personalizadas com o objetivo de alcançar os melhores resultados. Não acreditamos que uma técnica isolada seja capaz de suprir todas as necessidades individuais inerentes aos indivíduos com dor crônica. Por isso, usamos como base do raciocínio clínico o estudo das ciências básicas e do sistema locomotor, e fazemos uso integrado de diversas técnicas terapêuticas.

Uma vez estas condições presentes, o fisioterapeuta do CEDM ensinará o paciente como funciona o seu Perfil e como devem ser alteradas as condições propensas a perpetuação da dor. Para que alcance estes resultados satisfatórios, o paciente deve cumprir seu papel realizando todas as mudanças em seus padrões de movimentos frente às tarefas do cotidiano, sejam elas de lazer, profissionais ou esportivas, passando pelo processo de reeducação de forma ativa, questionando e buscando junto com o profissional soluções adaptadas às suas necessidades.